18 outubro 2007

Os últimos a saber

Você acabou de entrar na faculdade, está fazendo o que gosta, conquistando aos poucos sua independência, vai lutar com todas as armas para conseguir um estágio, tem o sonho de fazer um intercâmbio, é inovador, é jovem, é utópico, acha que os bancos só servem para explorar o povo e ainda acredita que pode fazer alguma coisa para salvar o planeta.

Este não é o meu perfil, mas é o perfil de milhares de clientes do Real Universitário - um grupo de serviços da ABN Amro Bank, também conhecido como Banco Real, destinados aos jovens estudantes. A comunicação do Banco Real é forte e vai direto ao ponto quando quer falar com este público. Sabe aquela coisa que "deu certo"? Este é o caso do posicionamento do Real Universitário.

Que, definitivamente, não é o mesmo caso do Banco Universitário ou Santander Universidades. Um grupo de serviços que não tem apelo, que cairam no "lugar comum" e que só são lembrados quando se trata de parcerias com fundações estrangeiras e bolsas para Pós-graduação no exterior (porque isso eles realmente fazem).

Mas e agora? Com a aquisição das ações majoritárias do Banco Real pelo Grupo Santander e com a decisão assumida de unificar as marcas no país, como é que os clientes ficam?

Ainda esta semana, o Banco Real investiu em R$10 mi em uma campanha para "estreitar o relacionamento com os clientes". Apesar da transição das marcas para a unificação ser estimada em até três anos, como afirma Arnaldo Rabelo, será que eles estão realmente preocupados com este relacionamento - me pergunto.

Changing subjects:

Seu Orkut também está gripado? Ou será apenas um resfriado. Manhã de quinta-feira e até agora o blog oficial da rede não informou nada sobre o ocorrido. Eles ainda estão no Dia das Crianças (!).

P.S: acho que existe algum provérbio que diz que os clientes são os últimos a saber... Ou seriam os maridos traídos????

P.S.2: sou cliente do Bradesco.

Nenhum comentário: