27 abril 2007

Droga Raia é um fantasma?

Esta peça da Droga Raia no equipamento que sopra um vento fresquinho é genial, se não fosse por um detalhe, a peça que se diz exposta no Ibirapuera em Sampa, esta em Inglês !

Pode ser uma adaptação para divulgação envio da peça em Cannes por exemplo. Mas pode também ser um classico fantasma, peças que nunca foram veiculadas, criadas especialmente para concorrer em Cannes. O problema é que a prática de criar fantasmas para Cannes, leva o Brasil ao hall da vergonha em se tratando do mercado publicitário internacional.

25 abril 2007

Portfolio Night chega ao Brasil

Esta dica foi do Douglas, na Comunidade Publicidade e Propaganda no Orkut, para quem esta procurando o seu primeiro emprego na Industria da Propaganda.

Evento criado em 2002 ultrapassa as fronteiras dos Estados Unidos e Canadá

Estudantes e profissionais juniores de Criação em busca do primeiro emprego na indústria da propaganda poderão ter suas pastas revisadas por alguns dos melhores diretores de criação de seu País, além de receber conselhos de carreira, ter a chance de serem descobertos pelo mercado e possivelmente conseguirem o almejado emprego na área criativa. Em maio acontecerá, em diferentes continentes, a Portfolio Night, evento criado em 2002 e que pela primeira vez ultrapassa as fronteiras dos Estados Unidos e Canadá. A DDB Worldwide fechou acordo com o arquivo de propaganda internacional "ihaveanidea", criador do evento, e será o patrocinador master do Portfolio Night, levando-o para 15 das 23 cidades que estarão participando em todo o mundo o maior evento de recrutamento e revisão de portifólios de propaganda, que acontece simultaneamente em todas as suas sedes. No dia 3 de maio, uma quinta-feira, as agências da rede DDB em Nova York, Chicago, São Francisco, Miami (EUA), Toronto, Vancouver (Canada), São Paulo (Brasil), Cidade do México (México), Londres (Inglaterra), Paris (França), Berlim (Alemanha), Sydney, Melbourne (Austrália), Hong Kong (China) e Cingapura farão a organização simultânea da sexta edição do evento. O evento é baseado em um sistema de rodízio, que permite a cada participante ter sua pasta revisada por três diretores de criação de algumas das maiores agências do mercado onde acontece. O objetivo é permitir aos profissionais juniores e aos estudantes a oportunidade de ter seu trabalho conhecido e receber conselhos sobre como melhorar seus portifólios.

Cada participante terá 15 minutos com três diretores de criação diferentes - o restante do tempo será usado para confraternização com profissionais de propaganda e colegas. Para participar do evento, é preciso se registrar no site www.portfolionight.com e fazer o upload do portifólio online, mediante pagamento, via cartão de crédito, de US$ 35. Em seguida, o participante receberá um cupom que lhe dará direito à entrada no evento que, além da revisão dos portifólios em si, também será um happy hour, com petiscos e bebidas.

Sobre o ihaveanidea

Criada pelo ex-diretor de Arte Ignacio Oreamuno e operando de forma virtual a partir da cidade canadense de Toronto, o objetivo do ihaveanidea é o de servir à indústria da propaganda como um centro de auto-análise e crescimento intelectual. Baseado no conceito de que a disseminação e o compartilhamento de conhecimento criativo beneficiará a todos no mundo da propaganda, o site ihaveanidea é visitado mensalmente por milhares de criativos em todo o mundo. Para conhecer mais sobre o site, acesse www.ihaveanidea.org.

Update: A fonte original deste post é o Portal da Propaganda.

17 abril 2007

Falando em “o maior CRM do Brasil”...

Não é mais uma novidade, o Techbits divulgou na semana passada a palestra em que o engenheiro da Google afirma que o Orkut é o maior CRM do Brasil. Além de ferramenta de e-CRM para marcas e produtos, a rede também se tornou um grande filão para os produtores de evento. Uma nova arma de Marketing Interativo para atrair público e tornar a divulgação do seu evento mais ampla, rápida e com menores custos são as comunidades do Orkut. A idéia que surgiu do próprio público deu tão certo que muitos produtores já divulgam as comunidades descaradamente em seus flyers e hostsites com a seguinte frase: “Comunidade Oficial do evento - Join us”.

A partir das comunidades, é possível obter uma estimativa de público antes mesmo de colocar os ingressos à venda, coletar sugestões e críticas, traçar perfis, realizar pesquisas, principalmente, após o surgimento das enquetes.

PATTERSON (2003) classifica as comunidades virtuais como efêmeras ou duradouras. As comunidades de eventos podem ser consideradas efêmeras, visto que há um pico de acesso apenas nas semanas que antecedem e sucedem o evento. Os membros buscam:
- Obter informações sobre o evento;
- Conhecer o público;
- Fazer sugestões e críticas;
- Fazer um review no pós-evento;
- Reencontrar pessoas
- Trocar fotos e informações.

O artifício já é tão comum que muitos utilizam a troca de tema da comunidade para fazer avaliações pré e pós-evento. Exemplo: Festa XYZ – Eu vou! Ou Festa XYZ – Eu fui! Meses após o evento, a comunidade torna-se obsoleta. Pensando nisso, os produtores alteram o tema para: Festa XYZ – Em breve! Utilizando-a como ferramenta para a divulgação de novas edições e objetivando manter o número de membros.

E você? Já procurou a comunidade do último show, filme, peça ou qualquer outro evento que participou? Já utilizou este recurso para outros fins? Conte a sua experiência. Posso afirmar que a idéia dá certo e é bem mais que uma tendência. Meu perfil na rede, por exemplo, está cheia destas comunidades. Participo ativamente contribuindo com sugestões, críticas, promovendo debates, sou um “ser interagente”, mas isso já é um outro post...

16 abril 2007

Bonita camisa Fernandinho...

Quem passa dos trinta deve lembrar dos antigos comerciais da USTop, teve aquele do Trem (que virou hit) e do Fernandinho que terminava com o bordão "Bonita Camisa Fernandinho.

Você pode assisti-los agora, logo abaixo, estas peças foram publicadas no YouTube e pincadas e organizadas no nosso Museu da Propaganda.

Bonita camisa Fernandinho




Liberdade é uma calça azul e desbotada...


11 abril 2007

Deu no Techbits - Orkut, o maior CRM do Brasil

A visita de Orkut Buyukkokten ao Brasil vem agitando o mercado. Alexandre Fugita, do Techbits assitiu à uma palestra do Orkut na FEA-USP, e destacou:

"Dentro do orkut as pessoas se cadastram e colocam em seus profiles tudo quanto é informação. Cada um desses pedaços não tem muita relevância para o Google mas ao juntar as tendências, a robotização de comportamentos, o orkut mostra coisas surpreendentes, com tudo o que qualquer marketeiro gostaria: informações sobre pessoas (consumidores), alimentadas por elas mesmas e em constante evolução"
"Surgiu também a pergunta de como o Google fatura com o orkut. Anúncios, claro. Mas não é tão simples assim. Pegando todas as informações do orkut, juntando seu mecanismo de busca, padrões de comportamente, fica claro que tudo isso é usado para maximizar a venda de anúncios. Sabendo o que o perfil do usuário, seus comportamentos e tudo o mais, fica fácil mostrar anúncios segmentados com maior chance de chamar a atenção."
Veja o post completo no Techbits

10 abril 2007

Triangulação, ou efeito decoy

Seth Godin publicou recentemente um post sobre triangulação no blog dele, na verdade o post de Seth era para chamar a atenção de uma interessante matéria do Shankar Vedantam no Washington Post que fala do Efeito Decoy e o marketing politico.

O que vem a ser triangulação? Seth coloca um exemplo muito simples e o chama de triangulação ou Efeito Decoy, onde ele exemplifica:

"Temos duas variedades de vinho para vender no jantar, um de 9 dolares e outro de 16. Qual você compraria?

Agora, imagine que existe um terceito, e o terceiro custa 34 dolares. Você ficou tentado à comprar a garrafa de 16 dolares agora? A maioria ficaria."

Shankar explica que os psicólogos chamam a triangulação de Efeito Decoy, e cita o exemplo de Joel Huber, professor de Marketing da Duke Universtity: Imagine que tenhamos dois restaurantes, um de 3 estrelas próximo de você e um de 5 estrelas um pouco mais distante, se o 5 estrelas estivesse próximo não haveria dúvidas, mas por outro lado muita gente escolheria um 4 estrelas, mesmo que este ficasse um pouco mais distante que o 5 estrelas. O mesmo efeito teria para o 3 estrelas se na composição inicial tivesse um 2 estrelas mais próximo. Joel explica que a mente humana sempre busca pelas respostas mais simples e usualmente não trabalha com decisões complexas no dia-a-dia.

Mas afinal o que vem a ser um decoy? Não encontrei uma tradução direta para decoy, mas podemos entender que decoy é alguem ou algo que tem por objetivo distrair o interlocutor. Por exemplo em jogos, é aquele NPC (Non playable character) que muitas vezes só serve para distrair o jogador, ou ainda decoy pode ser aquele que atrai para uma armadilha. Em malas diretas, que em geral são processadas por terceiros, o cliente costuma inserir alguns endereços falsos para verificar se o processamento e a entrega das malas diretas foi feito corretamente, ou se a empresa esta usando o seu banco de dados para terceiros, este endereço falso é um decoy.


Seria o decoy uma isca ??


Fonte: Entropia

04 abril 2007

Mídias alternativíssimas

Confesso que ver os orelhões da cidade pintados de lilás me causou um misto de espanto e admiração. Mas ontem à noite, a operadora Oi conseguiu me surpreender mais ainda.

Apesar de não simpatizar muito com a empresa, sempre vi com bons olhos a unicidade de suas campanhas. Na TV, por exemplo, é possível reconhecer um comercial da Oi desde o início por conta do "filtro" utilizado com uma das cores da marca. Já repararam que os comerciais são sempre meio esverdeados, alaranjados ou arroxeados? (essa palavra existe no Aurélio, acreditem).

Enfim, o que me surpreendeu ontem não foi um telefônico público de cor diferente. O que me surpreendeu ontem à noite foi descobrir que a Oi foi ainda mais longe em se tratando de mídias alternativas: avistei uma carrocinha de pipoca lilás em plena Central do Brasil pintada com a propaganda do Oi Paggo, o mais novo serviço da empresa, onde você utiliza o celular para pagar suas contas como se fosse um cartão de crédito.

Será que dá pra pagar a pipoca com o Oi Paggo? Fica a pergunta.

Publicidade de Saia

O Blog é da Psicóloga Taisa que pesquei no blog da ElisaK, ou complicando Elisa Kondrasovas. Inicialmente pensei que o Publicidade de Saia era um blog dedicado à Publicitárias e fui lá para conferir.

Taisa como ela mesmo se define é uma jovem psicóloga de 27 anos, fascinada pelo comportamento humano - especialmente do consumidor. Apaixonada por publicidade, e LOUCA por pesquisa. Aliás, louca por natureza.

O Publicidade de Saia é um blog muito bom, o conteúdo bem diversificado mas focado no universo publicitário, bom para publicitários de saias e de calças. Na lateral tem vários links interessantes, inclusive a lista dos principais eventos da area publicitária.

Vale a visita.

03 abril 2007

Marketing de Incentivo, Marketing de Relacionamento e Gestão de Pessoas.

Marketing de incentivo. Ferramenta que se sustenta no tripé: motivação, reconhecimento e recompensa. Riane Pontarelli

O marketing de incentivo é uma ferramenta que tem sido cada vez mais utilizada pelas empresas como forma de motivar ou premiar os funcionários que se destacam. A novidade é que além do departamento de Marketing, as áreas de Recursos Humanos também vêm fazendo uso desse recurso. O vice-presidente da Associação de Marketing Promocional (AMPRO), Gerson Christensen, estima que o marketing de incentivo já represente cerca de 15 % do mercado do marketing promocional do Brasil, que gerou R$ 9,9 bilhões em 2004. Empresas como a McDonald´s , Brastemp , Banco Safra e DaimlerChrysler já contabilizam bons resultados com essa iniciativa. Segundo Jorge Medauar, diretor de criação da Incentive House , empresa de marketing promocional, o departamento de Recursos Humanos das empresas brasileiras já têm despertado para a importância desta ferramenta. “ 30 % dos nossos programas são feitos através do departamento do Recursos Humanos das empresas, mas ainda o marketing é quem mais usa esse recurso, pois cerca de 90 % dos objetivos dos nossos clientes é aumentar vendas”, afirma.

O que dizem os profissionais do mercado?

Silvana Torres, diretora executiva da empresa de marketing promocional, Mark Up , ressalta que o marketing de incentivo é uma das ferramentas do marketing promocional. “É importante diferenciar, pois o marketing de incentivo geralmente têm prazo limitado, com um objetivo específico. Já o marketing de relacionamento é um processo a longo prazo, o qual envolve desde práticas de incentivo até treinamento de pessoal”, explica.
Fonte: Ampro – Marketing de Incentivo vira política de gestão

Palavras de Camilo Perez, diretor da Incentive House: “Assim como a propaganda vive da freqüência, a motivação das pessoas também devia ser uma coisa freqüente. Não deveria acontecer apenas quando os resultados estão precisando ser alavancados. Eu acho que a motivação das pessoas faz parte da cultura das empresas. Então, é importante manter a valorização e o reconhecimento das pessoas sempre. E quando você precisa acelerar resultados, quando você precisa de um gatilho especial, aí você faz então uma ação específica para alavancar resultados. Mas a motivação deve ser uma coisa perene.”
Fonte: Revista dos Eventos – Incentivo 40 anos – Como tudo começou


Segundo Francisco Reisner, diretor da Reisner Consultores Associados, motivação é o motivo pelo qual as pessoas fazem uma ação, algo interno, já o incentivo é aquilo que incentiva a pessoa a chegar a um determinado ponto, devido um fator externo que lhe é oferecido. Fonte: RH Central


Caso da rede de varejo Magazine Luiza - Fonte: RH Central

Veja o caso da rede de varejo Magazine Luiza, que desenvolve desde sua criação, campanhas de incentivo com o objetivo de reconhecer o desempenho dos colaboradores e melhorar dos resultados comerciais. Como explica Telma Geron, diretora de Recursos Humanos do Magazine Luiza, todo colaborador tem participação nos resultados comerciais da empresa, com um percentual que varia de acordo com a sua atuação direta ou indireta nas vendas. Para incentivar esta participação, são desenvolvidas ações específicas, como o Programa Superávit do Lucro de Gestão, que premia as lojas que apresentam superávit de lucratividade; a Olimpíada do Bilhão, prêmios mensais, bimestrais e anual, que teve como objetivo incentivar o alcance da meta de R$ 1 bilhão de faturamento em 2004; a Operação Bumerangue, pontuação por conquista e manutenção de clientes; o Pula Meio, para vendedores que superam sua meta de vendas; e a Copa dos Campeões, para alcançar a meta de R$ 2 bilhões de faturamento em 2005. "Para garantir a integração e o sucesso do trabalho, mantemos a política de comunicação direta. Para isso, são utilizados todos os canais – encontros, seminários, reuniões periódicas, veículos de comunicação (jornais internos, intranet, e-mails e folders específicos)", descreve.

Campanha Ampro para regulamentação do Marketing de incentivo - Fonte: Meio & Mensagem

Ampro fará campanha por regulamentação do marketing de incentivo Associação também deverá produzir um livro detalhado sobre a atividade, a ser lançado em maio, para aproximar o tema da sociedade
O Comitê de Incentivo da Associação de Marketing Promocional (Ampro) começa a articular a realização de uma campanha em diferentes veículos de comunicação de massa para mostrar a necessidade da regulamentação do marketing de incentivo. Além disso, deve produzir neste mês um livro detalhado sobre a atividade, a ser lançado em maio, para aproximar o tema da sociedade. A Ampro também quer ir à Brasília, em data a ser marcada pelo deputado Júlio Redecker (PSDB-RS), para tentar encontrar meios de acelerar a votação do projeto de lei, de autoria do político, que regulamenta o setor de marketing de incentivo. Há tempos, as empresas que realizam campanhas dessa natureza, com foco nos próprios funcionários, vivem sob pressão da Receita Federal e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A primeira considera que muitas companhias usam o mecanismo para burlar o pagamento de salários, e o segundo afirma que a atividade é realizada como uma forma de sonegação fiscal.

Criação publicitária

Muito interessante este video sobre criação publicitária, seu link eu pesquei na Comunidade Publicidade e Propaganda no Orkut. O video bem produzido diga-se de passagem mostra através de entrevistas e narração como funciona a dupla de criação e uma introdução ao processo criativo. Vale a pena para todos que estão estudando e pesquisando na área.

02 abril 2007

Orkut: live and let die?

Como você utiliza o Orkut hoje? Como as outras pessoas utilizam? Como as empresas utilizam? As respostas são muitas: Recursos Humanos, relações comerciais, e-CRM, fonte de pesquisa em diversas áreas, fonte de informação de qualidade (por incrível que pareça), fóruns acadêmicos, networking, espionagem pessoal, profissional e federal, e por último, a razão de sua simples existência: como rede de relacionamentos.

Se você ainda não cometeu um Orkutcídio vale a pena repensar o status da rede na vida dos internautas brasileiros e de que forma as nossas relações virtuais afetam as nossas experiências reais.


*Orkuticídio: suicídio na rede, deletar sua conta, excluir-se.

Lave meu corpinho

O mote desta campanha é "Get Dirty", traduzindo significa apenas mantenha-se sujo, mas no Inglês o termo get dirty tem dupla conotação e pode significar algo como seja safado(a).

A peça é uma campanha dos sabão liquido Linx e acredito que o público alvo seja os marmanjos mesmo. Infelizmente não tenho informações das fontes e da agência que criou esta peça.

Fonte: Ads of the World

Crianças assistem mais de 50 horas de comerciais de alimentos todos os anos

De acordo com pesquisa do Kaiser Family Foundation divulgada no AdAge, crianças americanas assistem de 29 à 52 horas de comerciais de alimentos todos os anos, assunto que promete esquentar o mercado publicitário Americano.

Pelo menos um terço das propagandas que crianças abaixo de 12 anos assistem na TV são de balas e doces, 28% de cereais e 10% de fast-food, indo na contramão da tendência americana da reduzir a obesidade infantil.

Crianças americanas entre 2 e 7 anos assistem em média 748 horas de TV por ano e crianças entre 8 a 12 anos chegam a 1250 horas de TV por ano.

A pesquisa resultou em uma grande polêmica e há quem defenda que na verdade as crianças são expostas à mais de 40 mil propagandas de alimentos por ano. E o mais preocupante disto tudo para as Agências é a iminente ameaça de regulamentação por Washington.

O estudo da Kaiser examinou apenas as TVs ABC, CBS, Fox, NBC, WB. UP, ABC Family, BET, Cartoon Network e MTV.

O estudo conclui ainda que a maioria dos comerciais são justamente de alimentos que devem ser consumidos com moderação, ocasionalmente ou em pequenas porções.

Por outro lado Dan Jaffe, Vice presidente da Association of National Advertiser falou que as propagandas estão se dirigindo para alimentos mais saudáveis.

Veja mais detalhes (em inglês) no Advertising Age.

Enquanto isto, no Brasil a ANVISA parece estar entrando em acordo com o CONAR no tocante à propagadas de alimentos dirigidas ao público infantil.

Curiosamente vejo propagandas de achocalatados que ou desconhecem ou fingem desconhecer o anexo H item 1 - i que reproduzo a seguir:

i) evitar a exploração de benefícios potenciais derivados do consumo do produto, como a conquista de popularidade, elevação de status ou êxito social, sexual, desempenho escolar, esportivo, dentre outros;